"Roubar ideias de um autor é plágio, de vários é pesquisa."








Translate

sexta-feira, 9 de maio de 2014

Síndrome dos 20 e tantos anos...




Você começa a se dar conta de que seu círculo de amigos é menor do que há alguns anos. Dá-se conta de que é cada vez mais difícil vê-los e organizar horários por diferentes questões: trabalho, estudo, namorado (a) etc. E cada vez desfruta mais dessa cervejinha que serve como desculpa para conversar um pouco.

As multidões já não são tão divertidas, às vezes até lhe incomodam.
Começa a se dar conta de que enquanto alguns eram verdadeiros amigos, outros não eram tão especiais depois de tudo. Você começa a perceber que algumas pessoas são egoístas e que, talvez, esses amigos que você acreditava serem próximos não são exatamente as melhores pessoas.

Ri com mais vontade, mas chora com menos lágrimas e mais dor. Partem seu coração e você se pergunta como essa pessoa que amou tanto, pôde lhe fazer tanto mal.
Parece que todos que você conhece já estão namorando há anos e alguns começam a se casar, e isso assusta!
Sair três vezes por final de semana lhe deixa esgotado e significa muito dinheiro para seu pequeno salário. Olha para o seu trabalho e, talvez, não esteja nem perto do que pensava que estaria fazendo. Ou, talvez, esteja procurando algum trabalho e pensa que tem que começar de baixo e isso lhe dá um pouco de medo.

Dia a dia, você trata de começar a se entender, sobre o que quer e o que não quer. Suas opiniões se tornam mais fortes. Vê o que os outros estão fazendo e se encontra julgando um pouco mais do que o normal, porque, de repente, você tem certos laços em sua vida e adiciona coisas a sua lista do que é aceitável e do que não é.

Às vezes, você se sente genial e invencível, outras… Apenas com medo e confuso. De repente, você trata de se obstinar ao passado, mas se dá conta de que o passado se distancia mais e que não há outra opção a não ser continuar avançando. Você se preocupa com o futuro, empréstimos, dinheiro… E com construir uma vida para você. E enquanto ganhar a carreira seria grandioso, você não queria estar competindo nela.

O que, talvez, você não se dê conta, é que todos que estamos lendo esse texto nos identificamos com ele. Todos nós que temos "vinte e tantos" e gostaríamos de voltar aos 15-16 algumas vezes. Parece ser um lugar instável, um caminho de passagem, uma bagunça na cabeça… Mas TODOS dizem que é a melhor época de nossas vidas e não temos que deixar de aproveitá-la por causa dos nossos medos… Dizem que esses tempos são o cimento do nosso futuro. Parece que foi ontem que tínhamos 16… Então, amanhã teremos 30?!?! Assim tão rápido?!?"


4 comentários:

  1. Boa tarde DICAS.
    E esta fase para mim já foi há uns dez anos...
    Agora as minhas amizades continuam as mesmas, a diferencia é que alguns estão casados com filhos, mas continuamos nos vendo. Só sinto por que a minha juventude passou rápido demais, mas fora isso ainda estou e sou muito feliz.Se a gente ficar pensando ai que piora esta nostalgia. E com o tempo a gente aprende a ser mais seletiva, as responsabilidades aumenta e ficamos mais sábios, mas faz parte bola para frente. Gostei do seu texto só notei que esta muito preocupada com esta passagem, mas relaxe não tem jeito mesmo tentar ser feliz é o que importa,pois os dias que se passam não retornam mais ficam no passado.
    Agradeço por ter compartilhado.
    Desejando uma ótima quarta feira
    Abraços sempre.
    ClaraSol

    ResponderExcluir
  2. Muito boa essa postagem!
    Vimos um recado seu bem antigo lá no diHITT e vimos conhecer seu blog, gostamos e estamos te seguindo, segue o nosso também.

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  3. Ao passar pela net encontrei seu blog, estive a ver e ler alguma postagens
    é um bom blog, daqueles que gostamos de visitar, e ficar mais um pouco.
    Eu também tenho um blog, Peregrino E servo, se desejar fazer uma visita
    Ficarei radiante,mas se desejar seguir, saiba que sempre retribuo seguido
    também o seu blog. Deixo os meus cumprimentos e saudações.
    Sou António Batalha.

    ResponderExcluir

  4. Estou a tentar visitar todos os seguidores do Peregrino E Servo, pois por uma acção do google meu perfil sumiu e estava a seguir o seu blog sem foto e agora tive de voltar a seguir, com outra foto. Aproveito para deixar um fraterno abraço e muita paz e saúde.
    António Batalha.

    ResponderExcluir